terça-feira, 22 de março de 2011

Tatiane


Bem aventurado, eis-me aqui
sou amante e amado, sou Romeu
singelos versos declarados a ti
Julieta, toma todo o amor meu.

O meu peito em teus seios despidos
do inferno ao céu te levo em amores
beijo o deserto se miragem tu fores
em teus lábios pelos meus percorridos.

Tu que me vens em meiguice e luxúria
sugando o mel, destilando o veneno
na alegria de amar-te em fúria
eis-me gigante, outrora pequeno.

Amor agridoce sob a lua de fel
e o mundo ofertado em tua beleza
de vil pecador, sou então Rafael
teu anjo à proa, navegante em Veneza.

Amo-te em dobro ainda que metade me ame
e amo mais para que o amor não falte
amo-te na alma, corpo, unha e esmalte
gritando amores, Tatiane, grito teu nome.

4 comentários:

  1. que lindaaaa poesia, ameei amei! Tbm sendo pra minha amiga, nao tinha como nao ser! rs
    um beijo casal!
    Aline

    ResponderExcluir
  2. Cristiane Oliveira30 de março de 2011 08:29

    Bendito o homem que canta à mulher amada
    Exaltando toda virtude que ela tem
    Que seu amor encontre no seio dela morada
    Que seus quereres só saibam te querer bem

    Pois a maior recompensa na viagem
    É encontrar alguém pra dividir o caminho
    Que no temporal seja estiagem
    E na volta pra casa, o ninho

    Sonhe...cante...comemore...poeta!
    Encontre nos olhos dela a inspiração para compor
    E quando faltar a rima certa
    Conjuguem o verbo, façam AMOR


    Olá, também tenho um blog de poesia e passeando pelos blogs para ler os colegas poetas, encontrei o de vocês. Parabéns pela criatividade de fazer em dupla, ficou muito legal.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. É isso aí, caro amigo...Faz muito bem em elevar a tua flor...

    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Olá, Poeta!
    Que mimo de produção...com a correria cotidiana, tende-se a não prestar atenção aos pequenos detalhes, que dão um toque especial à existência. Sorriso, olhar, silêncio, exaltação, banalidades, enfim, a convivência, a relação, fios que devem ser tecidos todos os momentos para que o motivo da estampa se realce sempre pela beleza, pelo colorido, pela alegria. Então, celebre sempre este amor, Poeta!
    Até mais!

    ResponderExcluir